segunda-feira, 16 de março de 2009

Diria eu

..............................................................................

A inteligência existe precisamente para alcançar aquilo que se quer. Não se podendo percorrer uma versta, andem-se apenas cem passos; sempre é melhor, chega-se mais perto do objetivo, se é que se caminha para um objetivo. E, se você quer a todo custo alcançar o objetivo com um só passo, isto, ao meu ver, não é de modo algum inteligência. Isto se chama desamor ao trabalho. Não gostamos do esforço, não estamos acostumados a avançar passo a passo, queremos voar até o objetivo numa passada...


F. M. Dostoiévski - Notas de Inverno sobre Impressões de Verão
.....................................................................
.............................................................
............................................................
[Foto: José Paulo Andrade]
.........................................

2 comentários:

Karlinne disse...

Estava com saudade de você, querido Sam. E encontrar Dostoievski por aqui foi simplesmente fantástico!
Muitas saudades!
:*

nuvem disse...

Pois é, o ser humano tem certa dificuldade em lidar com o que o separa dos seus objectivos, lida mal com a frustração, com a espera... Deseja a obtenção do prazer no imediato... Mas eu pergunto, aquilo que conseguimos sem esforço, terá o mesmo gosto? Terá o mesmo valor?

Um beijo para ti