domingo, 10 de agosto de 2008

Tempo


Houve um tempo em que eu via o tempo passar, onde eu conseguia ser pontual, o tempo sobrava. Onde está esse tempo? Ouço os mais velhos dizerem constantemente: - “No meu tempo era diferente.” – Isso ou aquilo sempre eram diferentes. Me pergunto se antigamente o tempo era tangível, ou se as horas tinham mais do que sessenta minutos? Estou ficando velho. Vivo num contratempo, contra-fluxo, anti-horário de mim mesmo.
Hoje está fazendo um dia tão bonito! Friozinho bom! Tem gente que não gosta desse tempo. Queria escrever mais sobre isso mas meu tempo está se esgotando e nem o vi passar, tenho que voltar ao trabalho, lá é o único lugar onde o tempo não passa - Por quê?


[Foto: Susana Ferreira]

5 comentários:

nuvem disse...

:)

Gostei tanto deste texto... Fizeste parar o meu tempo.

diana disse...

O tempo é um bichinho teimoso e gosta de ter controlo sobre as pessoas. O tempo traz com ele uma série de perguntas diferentes, porque o tempo nunca é igual para ninguém.

AlfajoR disse...

Provavelmente porque no trabalho você não tem pressa de fazer as coisas. QUando nós estamos nos movimentando mais rápido, o tempo à nossa volta REALMENTE passa mais rápido (pra nós).

Por isso não vejo vantagem em viajar em aviões a jato, eles nos envelhecem.

Nogs disse...

Eu como o tempo para que ele não me possa engolir.


Beijo

Meire disse...

Oláa!

Qnto TEMPO!

As noites deveriam ser como aqueles dias que não querem se acabar!

Um beijo!