sábado, 15 de março de 2008

Amanhecer

.........................................................................


Mais um dia...
Um novo amanhecer, e este enfim traz novas esperanças.
Um novo horizonte, novas perspectivas.
Agora o sonho parece tangível, ganho novo fôlego para continuar lutando e isso me satisfaz, ao menos por enquanto, dá sentido a minha vida nesse labirinto que às vezes parece não ter saída.
É engraçado como as coisas tomam proporções gigantescas em minha mente, seja para o bem como para o mal, uma simples fagulha basta para incendiar tudo, uma simples fagulha é o que tem bastado para me tirar desse estado mórbido vivido já a um bom tempo, onde tudo o que tenho feito é me arrastar de um compromisso a outro simplesmente pelo dever.

Ao que me parece a vida tem batido a minha porta, mesmo que timidamente, mostrando que ainda há algo que valha a pena viver, e que é hora de deixar este meu abrigo, este meu "subsolo", e por mais que eu me sinta totalmente seguro nele, é hora de abrir a janela e deixar a luz do dia entrar.

____________________

....................................

............................................

Quando o sol bater na janela do seu quarto

Lembra e vê, que o caminho é um só.

Renato Russo - Legião Urbana

....................................................

.......................................................

____________________

............................................

[Foto: Paulo César]






7 comentários:

Ana disse...

Querido Sam,tão bom ver que ainda existe esperança quando pensamos que está tudo perdido não é verdade??
Existe sempre algo pelo qual vale sempre a pena viver querido amigo,nunca desista!

Beijo bem doce te deixo,:)*

Karlinne disse...

"O sol nasce pra todos
Só não sabe quem não vê."

De fato, as vezes parece que a tua escrita é uma metade da minha, sabia? Porque as coisas sempre ganham grandes proporções na minha cabeça e vida que me bate à porta é suficiente para incendiar-me completamente. Espero que a luz que entra por enquanto timidamente na tua janela seja suficiente para te dar ânimo e forças pra encarar o sol que não apenas nasce pra todos, mas, principalmente, pra quem vê.
Gosto muito de ti, aposto que a virtualidade tem lá suas vantagens. Embora aqui tu se configures por demais real. Eu posso te sentir.
Boa semana. Fica bem.

Eduardo Magalhães disse...

Oi!
Cheguei até aqui através de um comentário seu em outro blog.
Sabe, não é por que somos "aspirantes a poetas" que somos pessoas tristes. Embora a grande maioria de meus textos tratem de desilusões amorosas que eu tive por aí, Eu me considero um cara extremamente feliz. Não sei porque estou dizendo isso. Mas ao ler seu texto, o terceiro seguido com palavras não tão otimistas, me veio isso a mente.
A vida somos nós quem construímos. Claro, os desafios pra alguns, são bem maiores que pra alguns outros. Mas tudo é uma construção diária... Meu "subsolo", arrisco a dizer que é o meu quarto. Nos dias que não quero sair pras baladas e apenas ficar quieto em meu canto. Mas em meu subsolo, também já tive momentos infinantemente inigualáveis de felicidades tanto de amor quanto de amizades....
Bom é isso.
Vale a pena viver. Seja com a luz do dia, ou com o frio gostoso da chuva!!!!!!!!!

abraço forte

nuvem disse...

Há sempre mais alguma coisa para ver no horizonte... É preciso não perder a coragem de abrir a janela.

Mil beijos

Ana disse...

Não importa se o mundo lá fora é um abismo ou um deserto, meu querido.
Abre os braços e atira-te, para voares precisas apenas de acreditar, para encheres de cor a tua vida precisas apenas de a viver num campo de flores criado e vivenciado por ti.

Beijos doces!

Ana disse...

A imagem é tão liiinda!!! Como tu:)

Kênia Garcia disse...

É confortante saber que sempre haverá um novo dia. E como disseste sabiamente, sempre há também algo que vale a pena. É o que nos motiva sempre. Pelo menos é como deveria ser. [Desculpa pelo pessimismo, às vezes sai sem querer]

Grande abraço!