quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Admiração

.......................................................................


Meus olhos, famintos, não se cansam de te acariciar
Procuram sempre um novo ângulo
só pra te admirar
E sonham mergulhar na sua boca de vulcão
Provar todo o calor que há na sua erupção
.................................................
Escorregar nos rios claros
nas margens dos teus pêlos
E encontrar o ouro escondido que brilha em seus cabelos
Devorar a fruta que te emprestou o cheiro
Talvez desfrutar de um amor puro e verdadeiro
..........................................
Esquecer o espaço, o tempo e o viver
Perder a noção do que é ter a noção do perder
Se um dia eu fui alegria ao te conhecer
Agora canto porque sinto a dor
de não te ter
..................................
Paulinho Moska
.................................................................
.................................................................
______________________________
............................................................
.............................................................
Se for embora não diga adeus
...................................................
.................................................
E a incerteza de ter você
............................
.................................
..................................
Me fará sonhar e esperar...
......................................
................................
.................................
esperar...
...................................
...............................
..................................
esperar...
........................................................................
........................................................................

[Foto: Haleh Bryan]

7 comentários:

Karlinne disse...

Oi Sam!

Muito brigada pelo selo, fiquei muito lisonjeada... :)

Só tem um probleminha... não sei como se faz pra colocar os links das páginas no meu Blog (acho que o nome é tag). Já tentei há muito tempo e desisti. rsrs
Se você puder me ajudar, eu ficarei grata.


Mil beijinhos!
:***
:)

Carol Barcellos disse...

A imagem está o máximo, Paulinho Moska, acertou em cheio na escolha, e destas últimas palavras, principalmente, eu entendo muito bem...esperar...esperar...esperar...

Beijos doces e pétalas de cristal!!! :o>

Ana disse...

Esquecer o espaço, o tempo e o viver
Perder a noção do que é ter a noção do perder..
E é assim que tenho tentado viver aqueles momentos bons que tento eternizar no meu corpo,e sempre numa constante espera por mais e mais...

Que delicia acordar e ler e reler estas palavras maravilosas de Paulinho Moska aqui deixado por ti Sam.
Sublime

Beijinhoo doce:)
Bom final de Semana,

(Tem presentinho lá pra você no meu canto,dado de coração:)..)

LNeves disse...

"Perder a no�o do que � ter a no�o do perder"

Fant�stica frase...

Lindo texto...

"Escorregar nos rios claros
nas margens dos teus p�los"

Gostas da mulher como ela �... Acho isso delicioso :)

***MUAH***

Maria Laura disse...

Bonito, esse poema. Nunca esperes demasiado tempo... :))

nuvem disse...

Gostei particularmente das linhas finais, escritas a vermelho.

Mil beijos

Ana disse...

Esquece, esquece tudo, esquece até as palavras...
Será aí que me vais encontrar.

Texto maravilhoso, Sam.

Beijos ternos!